Contactos

A IMUNITEC

Empresa verificada
  • Pessoa de contato: Oliveira
  • Telefone: +55 (85) 3290-66-80
  • +55 (85) 8746-54-41
  • Endereço postal: av bezerra de menezes 2596, Fortaleza, Ceará, 60526320, Brasil

Renovações do site
ARANHA MARROM

ARANHA MARROM

DEDETIZAÇÃO DE ARANHAS:MARROM, ARMADEIRA, CARANGUEJEIRA, DE JARDIM ENTRE OUTRAS
Preço a confirmar
Enviar uma pergunta
Informação de contato
  • Pessoa de contato: Oliveira
  • Telefone: +55 (85) 3290-66-80
  • +55 (85) 8746-54-41
  • Endereço postal: av bezerra de menezes 2596, Fortaleza, Ceará, 60526320, Brasil
Descrição detalhada de um serviço

**A aranha marrom é uma das menores aranhas do mundo, e também uma das mais perigosas. Ela tem de 12 mm a 3 cm de tamanho e podem se reproduzir rapidamente. Essas aranhas têm 6 olhos bem próximos, as fêmeas chegam à maturidade sexual em 1 ano e os machos em 1 ano e 3 meses.
Cada fêmea bota ate 130 ovos por vez. Geralmente elas atacam quando pressionadas contra o corpo da vítima, que ocorre geralmente em casa, nas roupas, toalhas, sapatos e na cama.
As aranhas marrons gostam do clima quente, úmido e temperado. Só na América há mais de 50 espécies conhecidas.
Somente de 12 a 24 horas após a picada (que é indolor) o veneno começa seus efeitos no corpo (a variação do tempo de ação do veneno existe pelo fato de que alguns organismos são mais fortes que outros). Os efeitos do veneno, inicialmente são:
– Inchaço.
– Bolhas no local.
– Necrose (morte do tecido).
– Dor no local.
E após algum tempo se não houver a aplicação do antídoto:
– Boca seca.
– Urina escura.
– Sonolência.
Em alguns raros casos pode ocorrer anemia hemolítica (destruição das hemácias) e ate coagulação do sangue.
E preciso aplicar o antídoto o mais de pressa possível para que não haja seqüelas no corpo da vítima da picada. Ao sentir esses sintomas ou perceber a picada da aranha, deve-se ir ao hospital para tomar antídoto.
A aranha marrom é comum principalmente no Paraná, local que apresenta clima favorável a sua proliferação.
Uma aranha marrom vive, em média, 5 anos, sendo que reproduz 7 vezes ao ano.
O soro deve ser aplicado após a percepção dos sintomas ou, se possível, logo após a picada. Os nomes dos soros são: antiloxoscélico ou o soro antiaracnídeo.
O predador natural dessa aranha é a lagartixa, porém, com a urbanização, esse animal tem desaparecido cada vez mais, deixando assim o caminho livre para a reprodução da aranha. Esta causa cada vez mais acidentes (20.000 em 2004)

CUIDADOS:

As aranhas-marrons não são boas escaladoras de superfícies lisas. Elas podem no entanto subir por superfícies mais rugosas, ou em móveis encostados na parede. Portanto:
– Evite encostar móveis como camas, armários, cômodas, etc., muito junto das paredes. Faça periodicamente um vistoria atrás desses, para verificar presença de teias, etc.
– Não deixe as roupas de cama encostarem no chão! Cerca de 30% dos acidentes com aranhas-marrons ocorrem durante o sono, e essas aranhas se locomovem mais com pouca luminosidade (ou seja, à noite principalmente, nas casas). A roupa de cama pode servir como "rampa" para as aranhas.
– Se puder, coloque roupas de cama ou vestimentas em sacos pláticos fechados, e antes de usá-los verifique-os com cuidado.
– Cortinas: as aranhas-marrons podem facilmente subir por tecidos, e no caso de cortinas com acabamento nos trilhos, esses podem se constituir em bons abrigos para as aranhas.
– Não por acaso, as Loxosceles são chamados de arañas de los cuadros na Argentina – verifique periodicamente atrás dos quadros!
– Móveis embutidos – hoje eles são muito comuns em dormitórios, cozinhas, etc. Cuidado! Se o espaço (vão) entre o móvel embutido e a parede, chão ou teto não for bem vedado, ele pode se constituir em ótimo abrigo para aranhas-marrons, que ficam nos espaços internos da estrutura desses móveis, e com poucas possibilidades de serem controladas.
– Entulhos: a Loxosceles intermedia não é comum em áreas naturais, mas terrenos com entulhos, principalmente se forem entulhos de construção, são ótimos refúgios para essas aranhas, que se locomovem muito e podem deslocar-se para construções próximas. Estulhos ou material acumulado próximos a casas, ou pior, encostados a essa, devem ser evitados.

– Material guardado: evite guardar material como revistas, documentos, etc. em caixas de papelão. Prefira sacos plásticos vedados, ou recipientes plásticos que podem ser bem fechados. Se for utilizar caixas de paelão, procure vedá-las bem com fita adesiva. Aranhas-marrons adoram papel e papelão!


VEDAÇÃO DE FRESTAS: As aranhas-marrons, principalmente as jovens, podem se refugiar em muitos detalhes da estrutura de nossas casas. Casas em alvenaria têm menos refúgios comparados com casas de madeira, assim os moradores de casas de madeira devem tomar mais cuidado para evitar infestações por aranhas-marrons. Na casa do CPPI, onde em nosso projeto PRONEX pudemos comparar o efeito de diferentes métodos de controle, a vedação de frestas nos rodapés, pisos, molduras das portas, rachaduras, molduras do forro, interruptores e tomadas, etc., diminuiu em muito a infestação de aranhas, e facilitou a localização das aranhas para controle. Portanto, procure vedar as frestas desse tipo em sua residência!
ÁTICO: Esse local das residências, que compreende o espaço vazio entre a parte interna do telhado e a parte superior do forro das residências, normalmente chamado de "forro", merece especial atenção. Esse local é em geral escuro, pouco visitado e infelizmente utilizado algumas vezes para estocar objetos ou entulhos. Essas condições favorecem o estabelecimento de aranhas-marrons, principalmente de aranhas adultas, que podem reproduzir-se e produzir, no caso de haver várias fêmeas adultas, (sem exagero) até milhares de filhotes num ano, que se espalham por áreas da residência. No período de calor, particularmente, o cuidado deve ser maior, pois como aranhas-marrons começam a morrer por calor (a partir de cerca de 40°C) , elas tentam fugir do ático nos dias mais quentes. A temperatura no ático durante o dia, dependendo de detalhes de construção, pode ser bem mais alta que a do interior da casa, pois este age como uma estufa. A probabilidade de acidentes no período mais quente do ano é bem maior. Recomendo portanto, reforçar todas as medidas de controle de aranhas e de prevenção de acidentes, nos períodos de calor mais intenso. Recomendo também uma vistoria no ático, mas nos períodos mais frios do ano, quando o calor no mesmo não é intenso e também as aranhas estão bem menos ativas, devido às baixas temperaturas. Procure remover entulhos sempre, e também vedar os vãos e saídas de pontos de luz, por onde as aranhas podem adentrar o interior dos cômodos da casa.
LAGARTIXAS: A lagartixa-de-parede comum, a Hemidactylus mabouia, se mostrou um potencial agente de controle biológico da aranha-marrom. Portanto, procure manter as lagartixas presentes em sua residência! Estou continuando os estudos sobre as lagartixas em residências, mas a minha experiência acumulada em muitas coletas, mostra que casas com lagartixas têm menos problemas com aranhas-marrons. As lagartixas são no entanto afetadas (mortas) pelos inseticidas utilizados no combate as aranhas-marrons.
O tratamento ideal deve envolver um inseticida de contato, ou seja, que a aranha ao se locomover pela superfície tratada seja exposta e morta pelo princípio ativo, e deve também ter um bom efeito residual, ou seja, deve manter sua eficiência por várias semanas ou meses. Esse tipo de produto e a aplicação adequada nas residências, só deve ser feito pr empresas de controle de pragas**–

Categoria do catálogo Negociol.com: Outros serviços em Ceará
Criado: 17/02/12 16:23
Alterado: 23/02/12 16:50