Contactos

A IMUNITEC

Empresa verificada
  • Pessoa de contato: Oliveira
  • Telefone: +55 (85) 3290-66-80
  • +55 (85) 8746-54-41
  • Endereço postal: av bezerra de menezes 2596, Fortaleza, Ceará, 60526320, Brasil

Renovações do site

Picadas de animais peçonhentos.

19/02/12 04:38

alt text Picadas de animais peçonhentos
Os acidentes com animais peçonhentos são muito freqüentes, mas pouco divulgados junto à comunidade. Este tipo de incidente não acontece só em fazendas e no campo, mas também pode ocorrer na área metropolitana. Por isso, são necessários atenção, cuidados de prevenção e treinamento de primeiros socorros.

Entre os animais peçonhentos, podemos citar escorpiões e aranhas. Para saber sobre insetos peçonhentos, veja Picadas de insetos.

Veja também: A ação dos venenos, seus sinais e sintomas
Classificação dos acidentes
Como ajudar
Prevenção
Escorpiões
Têm hábitos noturnos e são carnívoros. Costumam habitar árvores, pilhas de madeiras, folhas e frestas de muro. Gostam também de ambientes úmidos; por isso, os incidentes mais comuns são ao vestir roupas e calçar sapatos, pois os escorpiões podem estar escondidos neles. É importante que se evite colocar a mão dentro de buracos ou frestas onde não se possa observar o que há dentro.

A gravidade dos acidentes depende da quantidade de veneno introduzido na vítima. Este veneno agride o sistema nervoso, podendo matar crianças e pessoas com subnutrição. No entanto, os escorpiões não são animais agressivos, e picam somente quando se sentem ameaçados.
Classificação dos escorpiões
Escorpião amarelo (Tityus serrulatus): seu tronco é marrom, com manchas escuras, e as patas e cauda são amarelo-claro. Há também manchas na parte inferior do fim da cauda, e o quarto anel tem duas fileiras de "dentes", constituindo 2 pequenas serras dorsais;

O escorpião marrom (Tityus bahiensis) é de cor marrom-escura. A cauda e o dorso são lisos. O animal adulto pode chegar a 7 cm de comprimento.

Sinais e sintomas
Nos casos leves: dor no local,
redução da sensibilidade;
alterações generalizadas no organismo.
Nos casos moderados, podem ocorrer: dor intensa no local;
sudorese;
vômito;
salivação em excesso;
alteração de pressão (muito baixa ou alta).
Em casos graves, nos quais há o risco de o veneno se espalhar, podem ocorrer:
dores intensas na área picada;
sudorese;
vômito;
salivação em excesso;
alteração de pressão (muito baixa ou alta);
diminuição dos batimentos e insuficiência cardíaca.
Como ajudar?
leve a vítima imediatamente ao médico ou ao hospital;
não faça garroteamento;
coloque compressas de gelo na área afetada picada;
mantenha a vítima em repouso.

Aranhas
Podem ser encontradas em todos os lugares, e são carnívoras como os escorpiões. Não são agressivas; só atacam quando se sentem ameaçadas. Todas as aranhas produzem o veneno, mas só alguns são de interesse médico, por causarem danos à saúde humana.
Classificação das aranhas e suas características
Armadeira (Phoneutria nigriventer)

mede 3 cm de corpo e até 15 cm de envergadura das pernas;
é coberta por pêlo cinza escuro;
possui oito olhos, dispostos em três fileiras.
É identificada como uma das mais agressivas dentre todas as espécies. Tem a habilidade de saltar em seu agressor, que em muitos casos é atacado sem mesmo saber. Seu habitat preferido são locais como telhas, tijolos, bananeiras e montes de lenha, mas não tem habitação fixa. O seu veneno é extremamente dolorido e tem atuação neurotóxica, podendo causar a morte em crianças e idosos.
Viúva-negra (Latrodectus curacaviensis)

mede 3 cm;
é preta com pequenas manchas vermelhas no abdômen;
seu habitat natural são as zonas rurais, inclusive residências.
Estas aranhas são famosas pelo fato de matarem o macho depois do acasalamento; possuem veneno letal. Porém, estas aranhas são muito menos venenosas que as encontradas na Europa (Lactrodectus mactans). A gravidade do acidente depende apenas da sensibilidade da vítima ao seu veneno.
Tarântula (Lycosa rythrognatha)

tem comprimento total de 5 cm;
muitas vezes possui pêlos alaranjados ou avermelhados;
tem um desenho do tipo flecha em seu abdômen;
possui 3 fileiras de olhos;
seu habitat natural são jardins e pastos.
Aranha marrom (Loxosceles gaúcho)

é uma aranha doméstica encontrada em lugares úmidos, e tem como habitat natural zonas rurais e urbanas;
mede 3 cm;
é de cor marrom-esverdeada (quase verde-oliva);
tem três pares de olhos;
sua teia é parecida com um chumaço de algodão.
É identificada como a aranha brasileira de veneno mais ativo. No entanto, não é muito agressiva.

A ação dos venenos, seus sinais e sintomas
Ação proteolítica
Limita-se à pele, pela inoculação superficial. Geralmente resulta em:
dor discreta e às vezes crescente;
necrose de aparecimento tardio;
inchaço local;
febre;
mal-estar geral;
em casos graves, anemias, hemoglobinúria (perda de sangue pela urina) e insuficiência renal aguda.
Ação Neurotóxica
Tem ação tóxica no cérebro e nervos em geral. Costuma causar: dor muito intensa;
contração muscular, rigidez e convulsões;
taquicardia (aumento no batimento cardíaco) e inquietação;
suor e vômitos eventuais;
em casos graves, vômitos intensos, convulsão, coma, edema pulmonar grave e parada cárdio-respiratória.

Classificação dos acidentes
Acidente ctênico
dor intensa, tipo ardência ou ferroada;
sudorese;
salivação excessiva;
coriza;
secreção pulmonar;
alteração de pressão (muito alta ou baixa);
choque;
náuseas.

Acidente Licósico

dor leve e passageira, podendo reaparecer mais intensa depois de 2 horas, com edema no local;
Acidente Loxoscélico
dor de intensidade progressiva;
aparecimento não imediato de edemas (inchaço), eritemas (manchas avermelhadas na pele), equimoses (hematomas), flictêncula hemorrágica (bolhas de sangue);
placas esbranquiçadas pela pele;

Como ajudar?
faça compressa quente também para amenizar a dor;
não permita que a vítima se movimente, para evitar que o veneno se espalhe;
chame o médico ou leve a vítima ao hospital.
Recomenda-se também o uso de analgésicos para aliviar a dor; no entanto, é importante seguir a orientação do médico.
Telefones de auxílio
Atendimento em horário comercial por estado:
CEATOX FORTALEZA : 3255 2020
Prevenção
não trabalhar ou andar descalço no campo; usar sempre botas e luvas;
ficar atento a amontoados de folhas ou mato;
não armazenar sobras de materiais próximo à casa;
conservar quintal, terrenos baldios e jardins sempre limpos;
colocar lixo em sacos plásticos, que devem ser mantidos fechados, para evitar também o aparecimento de baratas;
cortar regularmente a grama dos jardins e retirar as folhas caídas;
tapar as soleiras das portas com sacos de areia ou borracha;
aplicar telas nas janelas;
vedar ralos de pia, tanque e chão;
verificar roupas, calçados, toalhas e roupas de cama antes de utilizá-los;
não cutucar buracos no chão ou em paredes.